Lulu Santos    

Vida Incomum

Letras Lulu Santos / Vida Incomum

Vida Incomum

Lulu Santos

Você me chama pra sair, eu vou
Depois te espero horas no elevador
Você se pinta no retrovisor
Eu acelero canta o motor

E os dias passam sempre um a um
Ninguém descobre a nossa vida em comum
A nossa vida incomum

Você me pede sempre por favor
Eu sempre esqueço acesa a luz do corredor
ès vezes chove, às vezes faz calor
Que coisa forte é o gosto do amor

E os dias passam sempre um a um
Ninguém descobre a nossa vida em comum
A nossa vida incomum

Silêncio, segredo então
Mistério no quarteirão

Você me chama pra sair, eu vou
Eu acelero canta o motor
ès vezes chove, às vezes faz calor
Que coisa forte é o gosto do amor

E os dias passam sempre um a um
Ninguém descobre a nossa vida em comum
A nossa vida incomum

Silêncio, segredo então
Mistério no quarteirão
Silêncio, segredo então
Mistério, escuridão


Lulu Santos

Vida Incomum

Lulu Santos

Vida Incomum

Você me chama pra sair, eu vou
Depois te espero horas no elevador
Você se pinta no retrovisor
Eu acelero canta o motor

E os dias passam sempre um a um
Ninguém descobre a nossa vida em comum
A nossa vida incomum

Você me pede sempre por favor
Eu sempre esqueço acesa a luz do corredor
ès vezes chove, às vezes faz calor
Que coisa forte é o gosto do amor

E os dias passam sempre um a um
Ninguém descobre a nossa vida em comum
A nossa vida incomum

Silêncio, segredo então
Mistério no quarteirão

Você me chama pra sair, eu vou
Eu acelero canta o motor
ès vezes chove, às vezes faz calor
Que coisa forte é o gosto do amor

E os dias passam sempre um a um
Ninguém descobre a nossa vida em comum
A nossa vida incomum

Silêncio, segredo então
Mistério no quarteirão
Silêncio, segredo então
Mistério, escuridão