Luka    

Eu não Quero Armas

Letras Luka / Eu não Quero Armas

Eu não Quero Armas

Luka

No Quiero Armas

No quiero armas.
No quiero luchas.
No quiero tantas sombras.
La luz se apaga.
Quiero sus suemos.
La voz que calla.
Quiero una canción.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo...
Que recuerdo.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo.

Encuanto espero,
Se pasan dias,
Y ya no soi ,
El mismo hombre de otro ayer,
El tiempo escribe,
Sin piedad,
En el rostro marcas, sombras.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo...
Que recuerdo.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo.

No quiero armas.
No quiero luchas.
No quiero tantas sombras.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo...
Que recuerdo.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo...
Que recuerdo...
Que recuerdo.
Que recuerdo.

Eu não Quero Armas

Não quero armas.
Não quero lutas.
Não quero tantas sombras.
A luz apaga-se.
Quero seus suemos.
A voz que cala.
Quero uma canção.

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo...
Que recordo.

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo

Enquanto espero,
Passam dias,
E já não sou ,
O mesmo homem de outro ontem,
O tempo escreve,
Sem piedade,
No rosto marcas, sombras.

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo
Que recordo

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo

Não quero armas.
Não quero lutas.
Não quero tantas sombras.

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo
Que recordo

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo
Que recordo
Que recordo
Que recordo


Luka

Eu não Quero Armas

Luka

Eu não Quero Armas

No Quiero Armas

No quiero armas.
No quiero luchas.
No quiero tantas sombras.
La luz se apaga.
Quiero sus suemos.
La voz que calla.
Quiero una canción.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo...
Que recuerdo.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo.

Encuanto espero,
Se pasan dias,
Y ya no soi ,
El mismo hombre de otro ayer,
El tiempo escribe,
Sin piedad,
En el rostro marcas, sombras.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo...
Que recuerdo.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo.

No quiero armas.
No quiero luchas.
No quiero tantas sombras.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo...
Que recuerdo.

Y si es presiso,
Yo te encuentro.
Por amor a todo,
Que recuerdo...
Que recuerdo...
Que recuerdo.
Que recuerdo.

Eu não Quero Armas

Não quero armas.
Não quero lutas.
Não quero tantas sombras.
A luz apaga-se.
Quero seus suemos.
A voz que cala.
Quero uma canção.

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo...
Que recordo.

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo

Enquanto espero,
Passam dias,
E já não sou ,
O mesmo homem de outro ontem,
O tempo escreve,
Sem piedade,
No rosto marcas, sombras.

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo
Que recordo

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo

Não quero armas.
Não quero lutas.
Não quero tantas sombras.

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo
Que recordo

E se é preciso,
Eu te encontro.
Por amor a tudo,
Que recordo
Que recordo
Que recordo
Que recordo