Luis Miguel    

Meu Sabor

Letras Luis Miguel / Meu Sabor

Meu Sabor

Luis Miguel

Sabor a Mí

Tanto tiempo disfrutamos de este amor
Nuestras almas se acercaron tanto así
Que yo guardo tu sabor
Pero tú llevas también
Sabor a mí

Si negaras mi presencia en tu vivir
Bastaría con abrazarte y conversar
Tanta vida yo te di
Que por fuerza tienes ya
Sabor a mí

No pretendo ser tu dueño
No soy nada yo no tengo vanidad
De mi vida doy lo bueno
Soy tan pobre, qué otra cosa puedo dar

Pasarán más de mil años, muchos más
Yo no sé si tenga amor la eternidad
Pero allá, tal como aquí
El la boca llevarás
Sabor a mí

Meu Sabor

Tanto tempo disfrutamos deste amor
Nossas almas estão tão perto e
que eu guardo o seu sabor
Mas você também carrega
meu sabor.

Se você negasse minha presença em sua vida
Bastaria te abraçar e conversar
Eu te dei tanta vida
Que, por força já tens
meu sabor.

Não pretendo ser o seu dono
Eu não sou nada, eu não tenho vaidade
Da minha vida te dou o que é bom
Eu sou tão pobre, o que mais eu posso dar

Passará mais de mil anos, muitos mais
Eu não sei se tem amor a eternidade
Mas lá, como aqui
Na boca vai levar
meu sabor.


Luis Miguel

Meu Sabor

Luis Miguel

Meu Sabor

Sabor a Mí

Tanto tiempo disfrutamos de este amor
Nuestras almas se acercaron tanto así
Que yo guardo tu sabor
Pero tú llevas también
Sabor a mí

Si negaras mi presencia en tu vivir
Bastaría con abrazarte y conversar
Tanta vida yo te di
Que por fuerza tienes ya
Sabor a mí

No pretendo ser tu dueño
No soy nada yo no tengo vanidad
De mi vida doy lo bueno
Soy tan pobre, qué otra cosa puedo dar

Pasarán más de mil años, muchos más
Yo no sé si tenga amor la eternidad
Pero allá, tal como aquí
El la boca llevarás
Sabor a mí

Meu Sabor

Tanto tempo disfrutamos deste amor
Nossas almas estão tão perto e
que eu guardo o seu sabor
Mas você também carrega
meu sabor.

Se você negasse minha presença em sua vida
Bastaria te abraçar e conversar
Eu te dei tanta vida
Que, por força já tens
meu sabor.

Não pretendo ser o seu dono
Eu não sou nada, eu não tenho vaidade
Da minha vida te dou o que é bom
Eu sou tão pobre, o que mais eu posso dar

Passará mais de mil anos, muitos mais
Eu não sei se tem amor a eternidade
Mas lá, como aqui
Na boca vai levar
meu sabor.