Luis Miguel    

LUZ DA LUA

Letras Luis Miguel / LUZ DA LUA

LUZ DA LUA

Luis Miguel

Nossa tradução tem mais linhas que a
versão original, ajude-nos a sincronizar.=) fechar

Luz de Luna

Yo quiero luz de luna
Para mi noche triste
Para pensar divina
La ilusión que me trajiste

Para sentirte mía
Mía tú como ninguna
Pues desde que te fuiste
No he tenido luz de luna.

Yo siento tus amarras
Como garfios, como garras
Que me ahogan en la playa
De la farra y el dolor.

Y llevo tus cadenas a rastras
En la noche callada,
Que sea plenilunada,
Azul como ninguna

Pues desde que te fuiste
No he tenido luz de luna
Pues desde que te fuiste
No he tenido luz de luna

Si ya no vuelves nunca
Provincianita mía
A mi selva querida
Que está triste y está fría

Que al menos tu recuerdo
Ponga luz sobre mi bruma,
Pues desde que te fuiste
No he tenido luz de luna.

Pues desde que te fuiste
No he tenido luz de luna.



LUZ DA LUA

Eu quero a luz da lua, para a minha noite triste
Para pensar divinamente
Na ilusão que me trouxestes

Para sentir-te minha
Minha você, como nenhuma
Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua

Eu sinto tuas amarras
Como garfos, como garras
Que me afogam na praia, da farra e da dor

Eu levo suas correntes a rasto
Na noite silenciosa
Que está enluarada, azul como nenhuma

Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua
Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua

Se já não volta nunca
Caboclinha minha, à minha selva querida
Que está triste, e está fria

Que ao menos sua recordação
Ilumine meu nevoeiro
Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua

Eu sinto tuas amarras
Como garfos, como garras
Que me afogam na praia, da farra e da dor

Eu levo suas correntes a rastro
Na noite silenciosa
Que está enluarada, azul como nenhuma

Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua
Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua...


Luis Miguel

LUZ DA LUA

Luis Miguel

LUZ DA LUA

Nossa tradução tem mais linhas que a
versão original, ajude-nos a sincronizar.=) fechar

Luz de Luna

Yo quiero luz de luna
Para mi noche triste
Para pensar divina
La ilusión que me trajiste

Para sentirte mía
Mía tú como ninguna
Pues desde que te fuiste
No he tenido luz de luna.

Yo siento tus amarras
Como garfios, como garras
Que me ahogan en la playa
De la farra y el dolor.

Y llevo tus cadenas a rastras
En la noche callada,
Que sea plenilunada,
Azul como ninguna

Pues desde que te fuiste
No he tenido luz de luna
Pues desde que te fuiste
No he tenido luz de luna

Si ya no vuelves nunca
Provincianita mía
A mi selva querida
Que está triste y está fría

Que al menos tu recuerdo
Ponga luz sobre mi bruma,
Pues desde que te fuiste
No he tenido luz de luna.

Pues desde que te fuiste
No he tenido luz de luna.



LUZ DA LUA

Eu quero a luz da lua, para a minha noite triste
Para pensar divinamente
Na ilusão que me trouxestes

Para sentir-te minha
Minha você, como nenhuma
Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua

Eu sinto tuas amarras
Como garfos, como garras
Que me afogam na praia, da farra e da dor

Eu levo suas correntes a rasto
Na noite silenciosa
Que está enluarada, azul como nenhuma

Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua
Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua

Se já não volta nunca
Caboclinha minha, à minha selva querida
Que está triste, e está fria

Que ao menos sua recordação
Ilumine meu nevoeiro
Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua

Eu sinto tuas amarras
Como garfos, como garras
Que me afogam na praia, da farra e da dor

Eu levo suas correntes a rastro
Na noite silenciosa
Que está enluarada, azul como nenhuma

Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua
Pois desde que fostes
Eis que não tenho, a luz da lua...