Limão Com Mel    

Vaqueiro não pode beber

Letras Limão Com Mel / Vaqueiro não pode beber

Vaqueiro não pode beber

Limão Com Mel

Vaqueiro você dizia que era bom de vaquejada
Topava qualquer parada, que seu cavalo corria
Mas quando botaram o boi sua cara estremeceu
As suas pernas tremeu, niguém sabe como foi

Pra que bebeu, pra correr em vaquejada
Só serviu de gargalhada, veio aqui passar vergonha
O vaqueiro bom não sonha, vaquejada seu amor
Eu te peguei na mentira, só sobrou suas tiras
O boi foi, você ficou

Porque parou, parou porque
Ninguém mandou você parar
Parou porque (BIS)
Porque parou, parou porque
O povo na arquibancada manda
Vaia pra você

Sai de fininho que o povo ta te vaiando
Vai juntando nos seus panos, aqui não encaro não
De vaquejada você não entende nada
Você é bom de cachaça nã sai do pé do balcão


Limão Com Mel

Vaqueiro não pode beber

Limão Com Mel

Vaqueiro não pode beber

Vaqueiro você dizia que era bom de vaquejada
Topava qualquer parada, que seu cavalo corria
Mas quando botaram o boi sua cara estremeceu
As suas pernas tremeu, niguém sabe como foi

Pra que bebeu, pra correr em vaquejada
Só serviu de gargalhada, veio aqui passar vergonha
O vaqueiro bom não sonha, vaquejada seu amor
Eu te peguei na mentira, só sobrou suas tiras
O boi foi, você ficou

Porque parou, parou porque
Ninguém mandou você parar
Parou porque (BIS)
Porque parou, parou porque
O povo na arquibancada manda
Vaia pra você

Sai de fininho que o povo ta te vaiando
Vai juntando nos seus panos, aqui não encaro não
De vaquejada você não entende nada
Você é bom de cachaça nã sai do pé do balcão