Limão Com Mel    

Mulher vaqueira

Letras Limão Com Mel / Mulher vaqueira

Mulher vaqueira

Limão Com Mel

Eu nasci lá na fazenda
Me criei dentro meio do mato
Sentindo o cheiro do gado
Cresci junto aos vaqueiros
Hoje estou acostumada
Minha vida é vaquejada
Solte o boi que eu vou mostrar
Que é que eu sou vaqueira
Que pega o boi na carreira
E marca a pontuação
Os braços que acariciam é o que bota o boi no chão...

Não tem diferença não
Pra ser bom de vaquejada
Só precisa em Deus ter fé
E amar a vida de gado
Pra poder botar pegado
Tanto faz homem ou mulher... (BIS)

Em festa de vaquejada
A mulher sou a primeira
Tanto boto o boi no chão
Como também bato esteira
Eu grito para o vaqueiro
Arrocha o nó parêa
Faz o boi brabo sentir
O cheiro puro da areia
Mas pega o boi na carreira
E marca a pontuação
Fecha a senha e vem correndo abrir o meu coração...

Não tem diferença não
Pra ser bom de vaquejada
Só precisa em Deus ter fé
E amar a vida de gado
Pra poder botar pegado
Tanto faz homem ou mulher... (BIS)


Limão Com Mel

Mulher vaqueira

Limão Com Mel

Mulher vaqueira

Eu nasci lá na fazenda
Me criei dentro meio do mato
Sentindo o cheiro do gado
Cresci junto aos vaqueiros
Hoje estou acostumada
Minha vida é vaquejada
Solte o boi que eu vou mostrar
Que é que eu sou vaqueira
Que pega o boi na carreira
E marca a pontuação
Os braços que acariciam é o que bota o boi no chão...

Não tem diferença não
Pra ser bom de vaquejada
Só precisa em Deus ter fé
E amar a vida de gado
Pra poder botar pegado
Tanto faz homem ou mulher... (BIS)

Em festa de vaquejada
A mulher sou a primeira
Tanto boto o boi no chão
Como também bato esteira
Eu grito para o vaqueiro
Arrocha o nó parêa
Faz o boi brabo sentir
O cheiro puro da areia
Mas pega o boi na carreira
E marca a pontuação
Fecha a senha e vem correndo abrir o meu coração...

Não tem diferença não
Pra ser bom de vaquejada
Só precisa em Deus ter fé
E amar a vida de gado
Pra poder botar pegado
Tanto faz homem ou mulher... (BIS)