Limão Com Mel    

Blus do Desencontro

Letras Limão Com Mel / Blus do Desencontro

Blus do Desencontro

Limão Com Mel

Fora de casa, sem amigos
Dentro de outras casas, mas não há abrigo,
Procuro refúgio na bebida,
É uma saída, mas é uma saída sem saída.

Minha alma dói, me falta a mulher que eu amo
A bebida corrói, eu me inflamo e tramo
Um jeito bandido de driblar a solidão,
É um jeito estúpido de dizer não ao não.

Saio de casa, começo a caminhar,
Mas com o peso da alma já não posso flutuar,
Não dá não não não não não...
Preciso voltar pro meu lugar, eu sei,
Preciso voltar pro meu lugar, porque

Minha alma dói, me falta a mulher que eu amo
A bebida corrói, eu me inflamo e tramo
Um jeito bandido de driblar a solidão,
É um jeito estúpido de dizer não ao não.


Limão Com Mel

Blus do Desencontro

Limão Com Mel

Blus do Desencontro

Fora de casa, sem amigos
Dentro de outras casas, mas não há abrigo,
Procuro refúgio na bebida,
É uma saída, mas é uma saída sem saída.

Minha alma dói, me falta a mulher que eu amo
A bebida corrói, eu me inflamo e tramo
Um jeito bandido de driblar a solidão,
É um jeito estúpido de dizer não ao não.

Saio de casa, começo a caminhar,
Mas com o peso da alma já não posso flutuar,
Não dá não não não não não...
Preciso voltar pro meu lugar, eu sei,
Preciso voltar pro meu lugar, porque

Minha alma dói, me falta a mulher que eu amo
A bebida corrói, eu me inflamo e tramo
Um jeito bandido de driblar a solidão,
É um jeito estúpido de dizer não ao não.