Limão Com Mel    

BlackOut

BlackOut

Limão Com Mel

Estou sozinho sem ninguém pra conversar
Quero saber, onde você está.
Viver sem você não dá
A noite chega e as luzes da cidade vêm dizer pra mim
Que você não vem, quero conversar.
Viver sem você não dá
Blackout paralisa o meu coração
E eu tenho medo, medo dessa solidão.
E uma tempestade sem limite invade essa paixão
E eu tenho medo, muito medo.

(Refrão)

De não poder te amar, viver sem teu carinho.
E nessa escuridão, não posso estar sozinho.
Longe de você, meu mundo para.
Não dá mais pra viver, sem sentir o teu cheiro.
Suas mãos tocando o meu corpo inteiro
E uma vontade louca de um dia poder te confessar
Que sem você... Não dá.

Intro

Blackout paralisa o meu coração
E eu tenho medo, medo dessa solidão.
E uma tempestade sem limite invade essa paixão
E eu tenho medo, muito medo.

(Refrão)

De não poder te amar, viver sem teu carinho.
E nessa escuridão, não posso estar sozinho.
Longe de você, meu mundo para.
Não dá mais pra viver, sem sentir o teu cheiro.
Suas mãos tocando o meu corpo inteiro
E uma vontade louca de um dia poder te confessar
(Que sem você... Não dá.)

(Bis)
Não poder te amar, viver sem teu carinho.
E nessa escuridão, não posso estar sozinho.
Longe de você, meu mundo para.
Não dá mais pra viver, sem sentir o teu cheiro.
Suas mãos tocando o meu corpo inteiro
E uma vontade louca de um dia poder te confessar
Que sem você... Não dá.


Limão Com Mel

BlackOut

Limão Com Mel

BlackOut

Estou sozinho sem ninguém pra conversar
Quero saber, onde você está.
Viver sem você não dá
A noite chega e as luzes da cidade vêm dizer pra mim
Que você não vem, quero conversar.
Viver sem você não dá
Blackout paralisa o meu coração
E eu tenho medo, medo dessa solidão.
E uma tempestade sem limite invade essa paixão
E eu tenho medo, muito medo.

(Refrão)

De não poder te amar, viver sem teu carinho.
E nessa escuridão, não posso estar sozinho.
Longe de você, meu mundo para.
Não dá mais pra viver, sem sentir o teu cheiro.
Suas mãos tocando o meu corpo inteiro
E uma vontade louca de um dia poder te confessar
Que sem você... Não dá.

Intro

Blackout paralisa o meu coração
E eu tenho medo, medo dessa solidão.
E uma tempestade sem limite invade essa paixão
E eu tenho medo, muito medo.

(Refrão)

De não poder te amar, viver sem teu carinho.
E nessa escuridão, não posso estar sozinho.
Longe de você, meu mundo para.
Não dá mais pra viver, sem sentir o teu cheiro.
Suas mãos tocando o meu corpo inteiro
E uma vontade louca de um dia poder te confessar
(Que sem você... Não dá.)

(Bis)
Não poder te amar, viver sem teu carinho.
E nessa escuridão, não posso estar sozinho.
Longe de você, meu mundo para.
Não dá mais pra viver, sem sentir o teu cheiro.
Suas mãos tocando o meu corpo inteiro
E uma vontade louca de um dia poder te confessar
Que sem você... Não dá.