Leonardo    

Solidão de Amigos

Letras Leonardo / Solidão de Amigos

Solidão de Amigos

Leonardo

Lenha na fogueira
lua na lagoa
vento na poeira
vai rolando à toa
a cantiga espera quem
lhe dê ouvidos
a viola entoa solidao de
amigos
a saudade lembra de lembrança
tantas
que por si navegam
nessas aguas mansas
a saudade lembra
de lembranças tantas
que por si navegam
nessas aguas mansas
quando a cahoeira desce
nos barrancos
faz a várzea inteira
se encolher de espanto
lenha na fogueira,
luz de pirilampos
cinzas de saudades
voam pelos cantos
a saudade lembra
de lembranças tantas
que por si navegam
nessas aguas mansas
a saudade lembra
de lembranças tantas
que por si navegam...
nessas aguas mansas(solo)
a saudade lembra
de lembrança tantas
que por si navegam
nessas aguas mansas(solo)
a saudade lembra
de lembrança tantas
que por si navegam
nessas aguas mansas
a saudade lembra
de lembranças tantas
que por si navegam..
nessas aguas mansas


Leonardo

Solidão de Amigos

Leonardo

Solidão de Amigos

Lenha na fogueira
lua na lagoa
vento na poeira
vai rolando à toa
a cantiga espera quem
lhe dê ouvidos
a viola entoa solidao de
amigos
a saudade lembra de lembrança
tantas
que por si navegam
nessas aguas mansas
a saudade lembra
de lembranças tantas
que por si navegam
nessas aguas mansas
quando a cahoeira desce
nos barrancos
faz a várzea inteira
se encolher de espanto
lenha na fogueira,
luz de pirilampos
cinzas de saudades
voam pelos cantos
a saudade lembra
de lembranças tantas
que por si navegam
nessas aguas mansas
a saudade lembra
de lembranças tantas
que por si navegam...
nessas aguas mansas(solo)
a saudade lembra
de lembrança tantas
que por si navegam
nessas aguas mansas(solo)
a saudade lembra
de lembrança tantas
que por si navegam
nessas aguas mansas
a saudade lembra
de lembranças tantas
que por si navegam..
nessas aguas mansas