Lenine    

Trem Fantasma

Letras Lenine / Trem Fantasma

Trem Fantasma

Lenine

Vem na viração de longa espera
Vem como se fosse uma aflição
Vem e a alegra prolifera
Vamos no trem
Descarrilhando na rota normal
Todos acenam e acende a emoção
Quase esquecemos na beira dos trilhos
Nosso coração

Quem alimentou-se do silêncio
Tem os olhos cheios de canções
Vem como quem vai vingar o tempo
Vamos no trem
Rasgar o monstro de papel de seda
Varrer as bruxas, diabos e dragões
Reocupando essa grande alameda
Nosso coração

Bota a lenha, atiça a caldeira
Vamos lá
Cada um com a sua paixão
Bota a lenha, atiça a caldeira
Vamos lá
Tá na hora do trem se espalhar
Cada um que tome seu lugar
Que enquanto houver lenha
A festa não vai acabar


Lenine

Trem Fantasma

Lenine

Trem Fantasma

Vem na viração de longa espera
Vem como se fosse uma aflição
Vem e a alegra prolifera
Vamos no trem
Descarrilhando na rota normal
Todos acenam e acende a emoção
Quase esquecemos na beira dos trilhos
Nosso coração

Quem alimentou-se do silêncio
Tem os olhos cheios de canções
Vem como quem vai vingar o tempo
Vamos no trem
Rasgar o monstro de papel de seda
Varrer as bruxas, diabos e dragões
Reocupando essa grande alameda
Nosso coração

Bota a lenha, atiça a caldeira
Vamos lá
Cada um com a sua paixão
Bota a lenha, atiça a caldeira
Vamos lá
Tá na hora do trem se espalhar
Cada um que tome seu lugar
Que enquanto houver lenha
A festa não vai acabar