Lenine    

Bundalelê

Letras Lenine / Bundalelê

Bundalelê

Lenine

Chegou, chegou...
A nossa tribo é o tambor que acorda o carnaval
bebeu, sorriu, cantou...
e organizou o cartel do alto-astral
você que nada e não morre na praia
você que é da gandaia, me diz,
você que é do prazer, abra os seus olhos pra ver
o lado iluminado do país

o Rio de Janeiro continua rindo
é fevereiro e o Suvaco tá na rua
Até o Cristo lá do alto vem seguindo
abraçando o sol, até beijar a lua

aqui qualquer tostão faz uma festa
aqui, qualquer maluco é cidadão
aqui já tá tão bom, se melhorar não presta
só falta consertar o resto da nação

Valeu lavar o verde e o amarelo
Valeu atravessar noventa e dois
Me beija, me dá um gole de cerveja
e o resto deixa pra depois

É bundalelê, é bundalalá
vou no vácuo do Suvaco
até onde me levar

É bundalelê, é bundalalá
juntei a tribo
e tô aqui pra anunciar

Que o Suvaco chegou...


Lenine

Bundalelê

Lenine

Bundalelê

Chegou, chegou...
A nossa tribo é o tambor que acorda o carnaval
bebeu, sorriu, cantou...
e organizou o cartel do alto-astral
você que nada e não morre na praia
você que é da gandaia, me diz,
você que é do prazer, abra os seus olhos pra ver
o lado iluminado do país

o Rio de Janeiro continua rindo
é fevereiro e o Suvaco tá na rua
Até o Cristo lá do alto vem seguindo
abraçando o sol, até beijar a lua

aqui qualquer tostão faz uma festa
aqui, qualquer maluco é cidadão
aqui já tá tão bom, se melhorar não presta
só falta consertar o resto da nação

Valeu lavar o verde e o amarelo
Valeu atravessar noventa e dois
Me beija, me dá um gole de cerveja
e o resto deixa pra depois

É bundalelê, é bundalalá
vou no vácuo do Suvaco
até onde me levar

É bundalelê, é bundalalá
juntei a tribo
e tô aqui pra anunciar

Que o Suvaco chegou...