Léa Mendonça    

Toque O Odre

Letras Léa Mendonça / Toque O Odre

Toque O Odre

Léa Mendonça

Não se põe remendo de pano novo
Em roupa velha, não, não
Não se põe vinho novo
Em odre velho jamais
Porque a roupa e o odre
Não aguentam pressão
Primeiro um rasgo depois um rombo
E o estrago fica bem pior

É o mesmo que viver de aparência
Um reméndo hoje outro amanhã
Já é tempo de viver
Embriagado do espírito de Deus
Mas os reméndos lhe adoecem
E lhe fazem mendigar a paz

Troque o odre porque o vinho
Não para de jorrar
Se o vinho está se perdendo
Melhor seu odre trocar

Transborde em mim vinho novo


Léa Mendonça

Toque O Odre

Léa Mendonça

Toque O Odre

Não se põe remendo de pano novo
Em roupa velha, não, não
Não se põe vinho novo
Em odre velho jamais
Porque a roupa e o odre
Não aguentam pressão
Primeiro um rasgo depois um rombo
E o estrago fica bem pior

É o mesmo que viver de aparência
Um reméndo hoje outro amanhã
Já é tempo de viver
Embriagado do espírito de Deus
Mas os reméndos lhe adoecem
E lhe fazem mendigar a paz

Troque o odre porque o vinho
Não para de jorrar
Se o vinho está se perdendo
Melhor seu odre trocar

Transborde em mim vinho novo