Léa Mendonça    

Mulher

Mulher

Léa Mendonça

Muitas foram as vezes que senti-me desprezada por ser o que sou.
Ultrapassei obstáculos, fui derrubada, reergui-me, segui...
Lutei com minha própria classe, esbravejei, e muitas vezes fraquejei.
Homenageei com sentimento profundo quem colocou-me no chão.
Enrijecida tornei-me pelos tombos, afrontas e insultos.
Recorri ao bom senso e permaneci calada, trabalhando em silêncio.

Suor não me faltou, uma vida de labor me sustentou.
Íntimo vitorioso à cada palavra contra mim lançada.
Maior evidência não podia acontecer, minha classe começava vencer.
Brinquei de submissão, foi divertido, via em semblantes, o sabor da ilusão.
Ontem, nem falava, hoje solto a voz clara e firme para que todos ouçam.
Longo foi o tempo de luta para a vitória alcançar...Ela chegou!!!
Odioso preconceito se dissipa a todo vapor.

Doei sorrisos aos insultos proferidos por mentes menos esclarecidas.
Ondeei nas estradas da vida, mas consegui ser admirada, respeitada.

Agora, pouca coisa resta a fazer, é só continuar procurando espaço.
Melhorando a cada amanhecer, em cada entardecer...Anoitecer.
Ouvir o coração misturado com a razão, então, resplandecer.
Rumar para o infinito sentimento de mulher e vitoriosa permanecer.


Léa Mendonça

Mulher

Léa Mendonça

Mulher

Muitas foram as vezes que senti-me desprezada por ser o que sou.
Ultrapassei obstáculos, fui derrubada, reergui-me, segui...
Lutei com minha própria classe, esbravejei, e muitas vezes fraquejei.
Homenageei com sentimento profundo quem colocou-me no chão.
Enrijecida tornei-me pelos tombos, afrontas e insultos.
Recorri ao bom senso e permaneci calada, trabalhando em silêncio.

Suor não me faltou, uma vida de labor me sustentou.
Íntimo vitorioso à cada palavra contra mim lançada.
Maior evidência não podia acontecer, minha classe começava vencer.
Brinquei de submissão, foi divertido, via em semblantes, o sabor da ilusão.
Ontem, nem falava, hoje solto a voz clara e firme para que todos ouçam.
Longo foi o tempo de luta para a vitória alcançar...Ela chegou!!!
Odioso preconceito se dissipa a todo vapor.

Doei sorrisos aos insultos proferidos por mentes menos esclarecidas.
Ondeei nas estradas da vida, mas consegui ser admirada, respeitada.

Agora, pouca coisa resta a fazer, é só continuar procurando espaço.
Melhorando a cada amanhecer, em cada entardecer...Anoitecer.
Ouvir o coração misturado com a razão, então, resplandecer.
Rumar para o infinito sentimento de mulher e vitoriosa permanecer.