Léa Mendonça    

Entrega

Entrega

Léa Mendonça

Negou-se a si mesmo, abriu mão de suas vontades
E tomou a minha cruz
Ali estava a minha culpa, estavam os meus pecados
Para serem crucificados
Nem viúva, nem órfão, os cativos, feridos
Não sabem até hoje explicar esse amor
Ganhou uma coroa de espinhos
Seu saldo era devedor

Preciso olhar com os teus olhos
E ouvir com teus ouvidos
Abraçar com abraços
Acolher com teus abrigos
Caminhar com os teus passos
Me entregar a cruz e suportar a dor
Pra que eu alcance a posição de adorador
Que se entrega por amor

É tempo de tomar a cruz
Negar-se a si mesmo e seguir jesus
É tempo de renunciar
Subir ao monte e se entregar


Léa Mendonça

Entrega

Léa Mendonça

Entrega

Negou-se a si mesmo, abriu mão de suas vontades
E tomou a minha cruz
Ali estava a minha culpa, estavam os meus pecados
Para serem crucificados
Nem viúva, nem órfão, os cativos, feridos
Não sabem até hoje explicar esse amor
Ganhou uma coroa de espinhos
Seu saldo era devedor

Preciso olhar com os teus olhos
E ouvir com teus ouvidos
Abraçar com abraços
Acolher com teus abrigos
Caminhar com os teus passos
Me entregar a cruz e suportar a dor
Pra que eu alcance a posição de adorador
Que se entrega por amor

É tempo de tomar a cruz
Negar-se a si mesmo e seguir jesus
É tempo de renunciar
Subir ao monte e se entregar