KLB    

Eu Não Sei

Letras KLB / Eu Não Sei

Eu Não Sei

KLB

EU NÃO SEI

Eu não sei o que é amor, eu não sei o que é paixão
se te amo ou não,
eu só sei que aonde vou,
mesmo que não queira te levar
você sempre está, onde estou

o que sinto é muito mais do que emoção
vai além do meu coração, não tem lógica nem razão.
eu não sei se te amo ou não,
eu só sei que quando falo de você,
as ondas do mar se calam, os relógios param,
e eu sem querer, nesse silêncio, extavaso solidão.

Por mais que eu diga não, sim, você me faz falta
queria muito tê-lo novamente,
para amá-lo independente
de ser minha paz ou perdição.
e tento me conter, mas algo do meu peito salta
por mais que controle meus atos,
meus olhos põem tudo a perder.
eu não sei se te amo ou não,
eu só sei que quando falo de você
as ondas do mar se calam, os relógios param
e eu sem querer, nesse silêncio, extravaso solidão.

mesmo não te tendo, não te vendo e me escondendo,
ainda sinto o mesmo calor de antes,
daqueles simples instantes,
que não me via te perdendo.
eu não sei se te amo ou não,
eu só sei que quando falo de você,
as ondas do mar se calam, os relógios param,
e eu sem querer, nesse silêncio, extravaso solidão.

eu não sei se te amo ou não.
eu não sei!


SILVANA PEIXOTO


KLB

Eu Não Sei

KLB

Eu Não Sei

EU NÃO SEI

Eu não sei o que é amor, eu não sei o que é paixão
se te amo ou não,
eu só sei que aonde vou,
mesmo que não queira te levar
você sempre está, onde estou

o que sinto é muito mais do que emoção
vai além do meu coração, não tem lógica nem razão.
eu não sei se te amo ou não,
eu só sei que quando falo de você,
as ondas do mar se calam, os relógios param,
e eu sem querer, nesse silêncio, extavaso solidão.

Por mais que eu diga não, sim, você me faz falta
queria muito tê-lo novamente,
para amá-lo independente
de ser minha paz ou perdição.
e tento me conter, mas algo do meu peito salta
por mais que controle meus atos,
meus olhos põem tudo a perder.
eu não sei se te amo ou não,
eu só sei que quando falo de você
as ondas do mar se calam, os relógios param
e eu sem querer, nesse silêncio, extravaso solidão.

mesmo não te tendo, não te vendo e me escondendo,
ainda sinto o mesmo calor de antes,
daqueles simples instantes,
que não me via te perdendo.
eu não sei se te amo ou não,
eu só sei que quando falo de você,
as ondas do mar se calam, os relógios param,
e eu sem querer, nesse silêncio, extravaso solidão.

eu não sei se te amo ou não.
eu não sei!


SILVANA PEIXOTO