Judas Priest    

Genocídio

Letras Judas Priest / Genocídio

Genocídio

Judas Priest

Nossa tradução tem mais linhas que a
versão original, ajude-nos a sincronizar.=) fechar

Genocide

Mercenary batalions
Are poised to strike us down
Terminations conquest
Upon us now full grown

Save me, my heart's open wide
Help me, no question of pride
Save me, my people have died
Total genocide

Devastation hungers
She waits to leap to earth
Imminent liquidation
Before the grand rebirth

Save me, my heart's open wide
Help me, no question of pride
Save me, my people have died
Total genocide

Sin after sin I have endured
Yet the wounds I bear are the wounds of love

Frantic mindless zombies
Grab at fleeting time
Lost in cold perplexion
Waiting for the sign

Generations tremble
Clinging face to face
Helpless situation
To end the perfect race

Flashing senseless sabers
Cut us to the ground
Eager for the life blood
Of all who can be found

Save me, my heart's open wide
Help me, no question of pride
Save me, my people have died
Total genocide

Slice to the left, slice to the right
None to retaliate, none will fight
Chopping at the hearts, snuffing out the lives
This race departs, no one will survive
Heads to the feet, feet to the air
Souls in the soil, heavy in despair
End of all ends, body into dust
To greet death friends, extinction is a must


Genocídio

Batalhões mercenários
Estão a postos para nos atacar
A conquista do fim
Sobre nós agora se ergueu completamente

Salve-me, meu coração está escancarado
Ajude-me, não é questão de orgulho
Salve-me, meu povo morreu
Genocídio total

As fomes da Devastação
Ela aguarda para saltar à Terra
Liquidação iminente
Antes do grande renascer

Salve-me, meu coração está escancarado
Ajude-me, não é questão de orgulho
Salve-me, meu povo morreu
Genocídio total

Pecado após pecado eu tenho suportado
Ainda assim as feridas que carrego
São as feridas do amor

Zumbis frenéticos e sem alma
Agarram-se em um tempo fugaz
Perdidos em fria perplexidade
Aguardando pelo sinal

Gerações tremem
Abraçadas face a face
Situação sem esperança
Para exterminar a raça perfeita

Sabres insensíveis e reluzentes
Nos cortam até o chão
Ávidos pelo sangue vital
De tudo que pode ser encontrado

Salve-me, meu coração está escancarado
Ajude-me, não é questão de orgulho
Salve-me, meu povo morreu
Genocídio total

Golpe para a esquerda, golpe para a direita
Ninguém para retaliar, ninguém vai lutar
Talhando nos corações, extinguindo as vidas
Esta raça perece, ninguém sobreviverá

Cabeças para o chão
Pés para o ar
Almas no solo
Densas de desespero
O fim que vale por todos
O corpo vira pó
Para cumprimentar os amigos da morte
Extinção é uma obrigação


Judas Priest

Genocídio

Judas Priest

Genocídio

Nossa tradução tem mais linhas que a
versão original, ajude-nos a sincronizar.=) fechar

Genocide

Mercenary batalions
Are poised to strike us down
Terminations conquest
Upon us now full grown

Save me, my heart's open wide
Help me, no question of pride
Save me, my people have died
Total genocide

Devastation hungers
She waits to leap to earth
Imminent liquidation
Before the grand rebirth

Save me, my heart's open wide
Help me, no question of pride
Save me, my people have died
Total genocide

Sin after sin I have endured
Yet the wounds I bear are the wounds of love

Frantic mindless zombies
Grab at fleeting time
Lost in cold perplexion
Waiting for the sign

Generations tremble
Clinging face to face
Helpless situation
To end the perfect race

Flashing senseless sabers
Cut us to the ground
Eager for the life blood
Of all who can be found

Save me, my heart's open wide
Help me, no question of pride
Save me, my people have died
Total genocide

Slice to the left, slice to the right
None to retaliate, none will fight
Chopping at the hearts, snuffing out the lives
This race departs, no one will survive
Heads to the feet, feet to the air
Souls in the soil, heavy in despair
End of all ends, body into dust
To greet death friends, extinction is a must


Genocídio

Batalhões mercenários
Estão a postos para nos atacar
A conquista do fim
Sobre nós agora se ergueu completamente

Salve-me, meu coração está escancarado
Ajude-me, não é questão de orgulho
Salve-me, meu povo morreu
Genocídio total

As fomes da Devastação
Ela aguarda para saltar à Terra
Liquidação iminente
Antes do grande renascer

Salve-me, meu coração está escancarado
Ajude-me, não é questão de orgulho
Salve-me, meu povo morreu
Genocídio total

Pecado após pecado eu tenho suportado
Ainda assim as feridas que carrego
São as feridas do amor

Zumbis frenéticos e sem alma
Agarram-se em um tempo fugaz
Perdidos em fria perplexidade
Aguardando pelo sinal

Gerações tremem
Abraçadas face a face
Situação sem esperança
Para exterminar a raça perfeita

Sabres insensíveis e reluzentes
Nos cortam até o chão
Ávidos pelo sangue vital
De tudo que pode ser encontrado

Salve-me, meu coração está escancarado
Ajude-me, não é questão de orgulho
Salve-me, meu povo morreu
Genocídio total

Golpe para a esquerda, golpe para a direita
Ninguém para retaliar, ninguém vai lutar
Talhando nos corações, extinguindo as vidas
Esta raça perece, ninguém sobreviverá

Cabeças para o chão
Pés para o ar
Almas no solo
Densas de desespero
O fim que vale por todos
O corpo vira pó
Para cumprimentar os amigos da morte
Extinção é uma obrigação