João Mineiro e Marciano    

Quando Eu Ia Embora

Letras João Mineiro e Marciano / Quando Eu Ia Embora

Quando Eu Ia Embora

João Mineiro e Marciano

Quando você estava comigo
Sempre dizia que estava cansada
E eu beijava seu rosto em casa você entrava.
Quem ama tanto confia
Tão cedo eu seguia chorando na estrada.

Meu bem que noites tão triste você me proporcionou
Era tão grande a mágoa, mas bem maior meu amor
No outro dia eu voltava sina de quem tanto adora
Até que casou um dia
Com outro que vinha quando eu ia embora.

Hoje eu não poso ter raiva
Do pobre moço que é seu marido
Ela não sabe de nós, quem afinal foi traído
Não sei se ele venceu
Ou até se fui eu mesmo estando ferido.


João Mineiro e Marciano

Quando Eu Ia Embora

João Mineiro e Marciano

Quando Eu Ia Embora

Quando você estava comigo
Sempre dizia que estava cansada
E eu beijava seu rosto em casa você entrava.
Quem ama tanto confia
Tão cedo eu seguia chorando na estrada.

Meu bem que noites tão triste você me proporcionou
Era tão grande a mágoa, mas bem maior meu amor
No outro dia eu voltava sina de quem tanto adora
Até que casou um dia
Com outro que vinha quando eu ia embora.

Hoje eu não poso ter raiva
Do pobre moço que é seu marido
Ela não sabe de nós, quem afinal foi traído
Não sei se ele venceu
Ou até se fui eu mesmo estando ferido.