João Mineiro e Marciano    

Fica Comigo

Fica Comigo

João Mineiro e Marciano

O ciúme que sinto por você
Não tem jeito, não da mais pra esconder, sem quer eu brigo
Já tentei por varias vezes me conter
Disfarçar que eu não ligo pra você, mas eu não ligo.
Eu não posso ver você beijar alguém
E chamar os seus amigos de meu bem não admito;
Tenho até ciúme desta tua sombra
Se sair quero saber por onde anda senão eu brigo

Fico de mal, brigo contigo
Mas, afinal eu te peço, eu te imploro fica comigo.


Quando é você que atende o telefone
Quero logo saber qual é o nome de quem telefonou
Se eu percebo seu perfume diferente
Eu exijo que me diga urgentemente quem te abraçou
Que ciúme do batom que você usa
Do decote sensual da tua blusa eu me embaraço
Quando vejo que pra mim você sorriu
Eu esqueço do ciúme doentio e te abraço.


João Mineiro e Marciano

Fica Comigo

João Mineiro e Marciano

Fica Comigo

O ciúme que sinto por você
Não tem jeito, não da mais pra esconder, sem quer eu brigo
Já tentei por varias vezes me conter
Disfarçar que eu não ligo pra você, mas eu não ligo.
Eu não posso ver você beijar alguém
E chamar os seus amigos de meu bem não admito;
Tenho até ciúme desta tua sombra
Se sair quero saber por onde anda senão eu brigo

Fico de mal, brigo contigo
Mas, afinal eu te peço, eu te imploro fica comigo.


Quando é você que atende o telefone
Quero logo saber qual é o nome de quem telefonou
Se eu percebo seu perfume diferente
Eu exijo que me diga urgentemente quem te abraçou
Que ciúme do batom que você usa
Do decote sensual da tua blusa eu me embaraço
Quando vejo que pra mim você sorriu
Eu esqueço do ciúme doentio e te abraço.