João Mineiro e Marciano    

Eu Volto Amanhã

Letras João Mineiro e Marciano / Eu Volto Amanhã

Eu Volto Amanhã

João Mineiro e Marciano

Hoje eu cheguei novamente,
com desejo ardente,
e saudade infinita;

Vim de tão longe pra vê-la,
não posso esquecê-la,
está mais bonita;

Mas ao me ver, nem ligou,
e até me falou,
que hoje não pode ser;

Com esperança de um fã,
eu volto amanhã,
se você me atender;

(Refrão)

Eu fiquei para segunda noite
Não faz mal, esperar eu consigo
Amanhã se puder eu lhe peço
Por favor passe a noite comigo

Sei quem não tenho dinheiro,
Não sou o primeiro,
a implorar seu abraços;

Mas eu insisto falando,
estou precisando,
dormir em teus braços;

Hoje está ocupada,
não me resta nada,
a não ser esperar;

Mas amanhã nesta hora,
estarei aqui fora,
e talvez possa entrar;

(Refrão)

Eu fiquei parceiro da noite
Não faz mal, esperar eu consigo
Amanhã se puder eu lhe peço
Por favor passe a noite comigo.


João Mineiro e Marciano

Eu Volto Amanhã

João Mineiro e Marciano

Eu Volto Amanhã

Hoje eu cheguei novamente,
com desejo ardente,
e saudade infinita;

Vim de tão longe pra vê-la,
não posso esquecê-la,
está mais bonita;

Mas ao me ver, nem ligou,
e até me falou,
que hoje não pode ser;

Com esperança de um fã,
eu volto amanhã,
se você me atender;

(Refrão)

Eu fiquei para segunda noite
Não faz mal, esperar eu consigo
Amanhã se puder eu lhe peço
Por favor passe a noite comigo

Sei quem não tenho dinheiro,
Não sou o primeiro,
a implorar seu abraços;

Mas eu insisto falando,
estou precisando,
dormir em teus braços;

Hoje está ocupada,
não me resta nada,
a não ser esperar;

Mas amanhã nesta hora,
estarei aqui fora,
e talvez possa entrar;

(Refrão)

Eu fiquei parceiro da noite
Não faz mal, esperar eu consigo
Amanhã se puder eu lhe peço
Por favor passe a noite comigo.