João Mineiro e Marciano    

Desprezo

Desprezo

João Mineiro e Marciano

Eu bem sei que você me despreza
Por que a sua beleza tem fama
Sei também que seu grande prazer
E me ver padecer e rolando na lama
Menina bonita você não me ama

Este grande prazer não lhe dou
Pois não faço para merecer
Seu desprezo não me da desgosto
Não estou disposto viver a sofrer.
Mais cedo ou mais tarde você há de ver.

Você vive a dizer pelas ruas
Que de amor eu só falto morrer
É mentira eu falo e sustento
Seu padecimento lhe põe a perder
O que você quer é me desmerecer.

Todo mal que você me causou
O destino é que vai cobrar
E então no baralho da vida
As cartas querida sou eu que vou dar
O que eu padeci você vai me pagar.


João Mineiro e Marciano

Desprezo

João Mineiro e Marciano

Desprezo

Eu bem sei que você me despreza
Por que a sua beleza tem fama
Sei também que seu grande prazer
E me ver padecer e rolando na lama
Menina bonita você não me ama

Este grande prazer não lhe dou
Pois não faço para merecer
Seu desprezo não me da desgosto
Não estou disposto viver a sofrer.
Mais cedo ou mais tarde você há de ver.

Você vive a dizer pelas ruas
Que de amor eu só falto morrer
É mentira eu falo e sustento
Seu padecimento lhe põe a perder
O que você quer é me desmerecer.

Todo mal que você me causou
O destino é que vai cobrar
E então no baralho da vida
As cartas querida sou eu que vou dar
O que eu padeci você vai me pagar.