João Mineiro e Marciano    

Carta a Meu Pai

Carta a Meu Pai

João Mineiro e Marciano

Pai meu coração está com medo
Não encontro mais meu caminho
Fui sair de casa muito cedo
Aprendi a ser sempre sozinho
Pai eu sei que já não sou o mesmo
Sei também que as vezes eu te esqueço
Já quebrei a cara pelo mundo
Pai estou assim porque mereço

Se eu voltasse agora desse jeito como estou
Vencido pelo tempo a procura do que sou
Teria que aceitar todos dizendo que perdi
Pai eu voltarei o dia em que eu disser venci!

Pai eu vou cumprir o meu destino
Conhecer o fim da minha estrada
Sou um homem, não sou mais um menino
Não posso mais para a caminhada
Pai a solidão é que me mata
E a saudade dói mais que espinho
Seu sorriso me faz tanta falta
Mãe guarde para mim o seu carinho.


João Mineiro e Marciano

Carta a Meu Pai

João Mineiro e Marciano

Carta a Meu Pai

Pai meu coração está com medo
Não encontro mais meu caminho
Fui sair de casa muito cedo
Aprendi a ser sempre sozinho
Pai eu sei que já não sou o mesmo
Sei também que as vezes eu te esqueço
Já quebrei a cara pelo mundo
Pai estou assim porque mereço

Se eu voltasse agora desse jeito como estou
Vencido pelo tempo a procura do que sou
Teria que aceitar todos dizendo que perdi
Pai eu voltarei o dia em que eu disser venci!

Pai eu vou cumprir o meu destino
Conhecer o fim da minha estrada
Sou um homem, não sou mais um menino
Não posso mais para a caminhada
Pai a solidão é que me mata
E a saudade dói mais que espinho
Seu sorriso me faz tanta falta
Mãe guarde para mim o seu carinho.