João Mineiro e Marciano    

A Gaveta

A Gaveta

João Mineiro e Marciano

Por falar em roupas existe a gaveta
Que ainda está cheia de peças menores
Que você usava em noites melhores
Era seu costume para se deitar.....
Peças coloridas que você vestia
Colavam na pele, mas não escondiam,
E naqueles trajes você me tentava para a gente amar.

Hoje a gaveta são grandes lembranças vermelhas ou pretas
De todas as cores com muito carinho
Cobriam seu corpo em alguns pedacinhos
Lembro-me de tudo as peças menores no criado mudo
A gente se amava, ficavam ali
Esperando caladas você se vestir.

Saía do banho já vinha trocada
Seu corpo enfeitado com essas roupinhas
Ainda na pela algumas gotinhas
Que na sua pressa se enxugava mal....
Sei que o nosso amor acabou de pressa
Mas ficou escrito, vive em cada peça
Mesmo acabado sei que cada instante foi especial.


João Mineiro e Marciano

A Gaveta

João Mineiro e Marciano

A Gaveta

Por falar em roupas existe a gaveta
Que ainda está cheia de peças menores
Que você usava em noites melhores
Era seu costume para se deitar.....
Peças coloridas que você vestia
Colavam na pele, mas não escondiam,
E naqueles trajes você me tentava para a gente amar.

Hoje a gaveta são grandes lembranças vermelhas ou pretas
De todas as cores com muito carinho
Cobriam seu corpo em alguns pedacinhos
Lembro-me de tudo as peças menores no criado mudo
A gente se amava, ficavam ali
Esperando caladas você se vestir.

Saía do banho já vinha trocada
Seu corpo enfeitado com essas roupinhas
Ainda na pela algumas gotinhas
Que na sua pressa se enxugava mal....
Sei que o nosso amor acabou de pressa
Mas ficou escrito, vive em cada peça
Mesmo acabado sei que cada instante foi especial.