João Bosco    

Sinceridade

Letras João Bosco / Sinceridade

Sinceridade

João Bosco

Quero viver uma vez mais... esse amor
Que as margens lambe invade e traz
Castanhas gotas de cristais
Teu rio a beira do meu cais
O amor é cego quando vê
Que é o coração quem sabe escolher
Haja razão prá entender esse simples querer
Olha prá mim um remanso por fim
Espelho d'água a refletir
Até que tudo resolva por si
Novas canções vão surgir
Para viver uma vez mais
Outro amor nascente dessas ancestrais
Castanhas gotas de cristais
Que não morrem jamais...


João Bosco

Sinceridade

João Bosco

Sinceridade

Quero viver uma vez mais... esse amor
Que as margens lambe invade e traz
Castanhas gotas de cristais
Teu rio a beira do meu cais
O amor é cego quando vê
Que é o coração quem sabe escolher
Haja razão prá entender esse simples querer
Olha prá mim um remanso por fim
Espelho d'água a refletir
Até que tudo resolva por si
Novas canções vão surgir
Para viver uma vez mais
Outro amor nascente dessas ancestrais
Castanhas gotas de cristais
Que não morrem jamais...