João Bosco    

Rosamundo

Letras João Bosco / Rosamundo

Rosamundo

João Bosco

No urubuquaquá
Onde é que fica isso
Fica no pinhém
Manda o recado
Toca o sino sacristão
Quente quente
Comendo um
Quente quente
Comendo um
Quente quente
Comendo um
Quente quente
Comendo um
Um violão
Um violão
Na cantoria
Quando a pinga tem razão
Mente mente
Quem ama um
Mente mente
Quem ama um
Mente mente
Quem ama um
Mente mente
Quem ama um
Só coração
Só coração
Viver no oco
De uma pedra
No vesúvio
Quero estar em cordiburgo
Quando aquele trem passar
Subindo acima
Lá no céu que me ilumina
Vou cortando com machado
Lenha ra rimar
Ah! ah! o verso quando alastra
É música que o vento
Zune no lugar
Ah! ah! o moço até disfarça
Mas não perde a graça
De rosa no ar


João Bosco

Rosamundo

João Bosco

Rosamundo

No urubuquaquá
Onde é que fica isso
Fica no pinhém
Manda o recado
Toca o sino sacristão
Quente quente
Comendo um
Quente quente
Comendo um
Quente quente
Comendo um
Quente quente
Comendo um
Um violão
Um violão
Na cantoria
Quando a pinga tem razão
Mente mente
Quem ama um
Mente mente
Quem ama um
Mente mente
Quem ama um
Mente mente
Quem ama um
Só coração
Só coração
Viver no oco
De uma pedra
No vesúvio
Quero estar em cordiburgo
Quando aquele trem passar
Subindo acima
Lá no céu que me ilumina
Vou cortando com machado
Lenha ra rimar
Ah! ah! o verso quando alastra
É música que o vento
Zune no lugar
Ah! ah! o moço até disfarça
Mas não perde a graça
De rosa no ar