João Bosco    

Olhos Puxados

Letras João Bosco / Olhos Puxados

Olhos Puxados

João Bosco

Ela não entende o meu riscado
Acha meu xadrez meio estampado
Pra balanço eu vou ficar fechado
Pois não quero a minha grife nesse estado
Subo de tamanco no tablado
Tento não perder o rebolado
Num bico de pena m nanquim
Ela vê um oriental em mim
Desenrolando as peças
Medindo a lingerie
Se for pra vida assim levar
Ta bom pra mim
Jorro que nem chafariz
Quando eu estou feliz
Ecologista no amor
Passo da copa a raiz
Comendo todo tempo de pauzim
Palmeando o meu quimono
Ela sorri: Buragiro é aqui!


João Bosco

Olhos Puxados

João Bosco

Olhos Puxados

Ela não entende o meu riscado
Acha meu xadrez meio estampado
Pra balanço eu vou ficar fechado
Pois não quero a minha grife nesse estado
Subo de tamanco no tablado
Tento não perder o rebolado
Num bico de pena m nanquim
Ela vê um oriental em mim
Desenrolando as peças
Medindo a lingerie
Se for pra vida assim levar
Ta bom pra mim
Jorro que nem chafariz
Quando eu estou feliz
Ecologista no amor
Passo da copa a raiz
Comendo todo tempo de pauzim
Palmeando o meu quimono
Ela sorri: Buragiro é aqui!