João Bosco    

Na Esquina

Letras João Bosco / Na Esquina

Na Esquina

João Bosco

Ah, eu fiquei...eu fiquei, eu fiquei, eu fiquei
Eu fiquei, eu fiquei, eu fiquei, eu fiquei lá ( 2x )
Eu fiquei na esquina, foi, foi na esquina
Eu fiquei, eu fiquei, eu fiquei, eu fiquei lá
Eu fiquei te esperando, foi, e ainda tô lá

Você me deu sua palavra
Disse que vinha me buscar
Na rua do fique tranqüilo
É com você que eu quero estar
Eu enfeitei sua palavra
E fui correndo te esperar
Lá na esquina da promessa
Com quem manda acreditar

Ah, eu fiquei...

Naquela tarde de setembro
O sol indo dormir no mar
Alguma coisa que eu não via
Não parava de brilhar
Eu olhei dentro dos teus olhos
E vi um lago, um laço, um lar
Minha melhor fotografia
Eu nunca pude revelar

Ah, eu fiquei...

Quando eu senti que despencava
Eu te pedi pra me ajudar
Você jogou sua palavra
Pra eu poder me segurar
Tua palavra não é corda
Só fui saber em pleno ar
Teu coração não tem janela
Pra você se debruçar

Ah, eu fiquei...

Eu hoje ando pelas ruas
Mas nunca saio do lugar
Até um poste de concreto
Eu vejo me ultrapassar
E quando falam de passado
Me sinto um louco a delirar
Nunca passei daquela esquina
Quem mandou acreditar

Ah, eu fiquei...


João Bosco

Na Esquina

João Bosco

Na Esquina

Ah, eu fiquei...eu fiquei, eu fiquei, eu fiquei
Eu fiquei, eu fiquei, eu fiquei, eu fiquei lá ( 2x )
Eu fiquei na esquina, foi, foi na esquina
Eu fiquei, eu fiquei, eu fiquei, eu fiquei lá
Eu fiquei te esperando, foi, e ainda tô lá

Você me deu sua palavra
Disse que vinha me buscar
Na rua do fique tranqüilo
É com você que eu quero estar
Eu enfeitei sua palavra
E fui correndo te esperar
Lá na esquina da promessa
Com quem manda acreditar

Ah, eu fiquei...

Naquela tarde de setembro
O sol indo dormir no mar
Alguma coisa que eu não via
Não parava de brilhar
Eu olhei dentro dos teus olhos
E vi um lago, um laço, um lar
Minha melhor fotografia
Eu nunca pude revelar

Ah, eu fiquei...

Quando eu senti que despencava
Eu te pedi pra me ajudar
Você jogou sua palavra
Pra eu poder me segurar
Tua palavra não é corda
Só fui saber em pleno ar
Teu coração não tem janela
Pra você se debruçar

Ah, eu fiquei...

Eu hoje ando pelas ruas
Mas nunca saio do lugar
Até um poste de concreto
Eu vejo me ultrapassar
E quando falam de passado
Me sinto um louco a delirar
Nunca passei daquela esquina
Quem mandou acreditar

Ah, eu fiquei...