João Bosco    

Moral da História

Letras João Bosco / Moral da História

Moral da História

João Bosco

Mais do que a noite, viramos
O século
Temos sono e insônia
Não podemos dormir nem acordar;
De madrugada abrimos as janelas
Mas já não há céu, somente
Seu segredo:
A evidência sem provas
Como uma fratura exposta
Moral da história
E melancolia das estrelas.


João Bosco

Moral da História

João Bosco

Moral da História

Mais do que a noite, viramos
O século
Temos sono e insônia
Não podemos dormir nem acordar;
De madrugada abrimos as janelas
Mas já não há céu, somente
Seu segredo:
A evidência sem provas
Como uma fratura exposta
Moral da história
E melancolia das estrelas.