João Bosco    

Galo, Grilo e Pavão

Letras João Bosco / Galo, Grilo e Pavão

Galo, Grilo e Pavão

João Bosco

Galo, grilo e pavão,
Todos três na batáia,
Cada um com seu estilo.

Galo vê bicho verde
nas asas da gráia,
o pavão diz: deu grilo!

Grilo ri do pavão
se empomba no arraia,
galo faz continença.

Galo grila o pavão
e quer crendenciá
dessa tar previdença.

Galo, grilo e pavão:
éta trio de arromba
modi num dá vacilo.

Se o pavão bodeá
galo joga uma bomba;
pega em riba de grilo.

Grilo qué o qui pintá,
galo, crocodilar.
Pavão abre falença.

Grilo é procuradó,
Pavão manda mata,
Galo cumpre a incumbença.


João Bosco

Galo, Grilo e Pavão

João Bosco

Galo, Grilo e Pavão

Galo, grilo e pavão,
Todos três na batáia,
Cada um com seu estilo.

Galo vê bicho verde
nas asas da gráia,
o pavão diz: deu grilo!

Grilo ri do pavão
se empomba no arraia,
galo faz continença.

Galo grila o pavão
e quer crendenciá
dessa tar previdença.

Galo, grilo e pavão:
éta trio de arromba
modi num dá vacilo.

Se o pavão bodeá
galo joga uma bomba;
pega em riba de grilo.

Grilo qué o qui pintá,
galo, crocodilar.
Pavão abre falença.

Grilo é procuradó,
Pavão manda mata,
Galo cumpre a incumbença.