João Bosco    

Flor de Ingazeira

Letras João Bosco / Flor de Ingazeira

Flor de Ingazeira

João Bosco

Do seu amor todos os males já sofri
Na água-seca da insônia eu bebi
Perdi a fome de tanto comer a dor
Sol que persegue o retirante aonde for

Seu amor
Areeiro
Seu amor
Mossoró, Juazeiro
Seu amor
Aonde for

No mapa das manhãs paradas do amor

Cariri
Cumeeira
Seu amor
Caicó, flor de ingazeira
Seu amor

Os dias mancos vão caindo no chão
As horas cantam sempre o mesmo bordão
Quem responde essa simples questão:
Quantos dentes terei que beijar
Pra que um dia do gosto dos lábios
Possa desfrutar

Do seu amor todos os males já sofri
Do seu amor só seu amor não conheci


João Bosco

Flor de Ingazeira

João Bosco

Flor de Ingazeira

Do seu amor todos os males já sofri
Na água-seca da insônia eu bebi
Perdi a fome de tanto comer a dor
Sol que persegue o retirante aonde for

Seu amor
Areeiro
Seu amor
Mossoró, Juazeiro
Seu amor
Aonde for

No mapa das manhãs paradas do amor

Cariri
Cumeeira
Seu amor
Caicó, flor de ingazeira
Seu amor

Os dias mancos vão caindo no chão
As horas cantam sempre o mesmo bordão
Quem responde essa simples questão:
Quantos dentes terei que beijar
Pra que um dia do gosto dos lábios
Possa desfrutar

Do seu amor todos os males já sofri
Do seu amor só seu amor não conheci