João Bosco    

Distâncias

Letras João Bosco / Distâncias

Distâncias

João Bosco

Olha
A cidade brilha, olha
O espetáculo da história
Não tem hora pra acabar

Verdes matas, céu de anil
Tardes calmas, pé no chão
Que saudade do Brasil
Cala fundo dentro do meu coração
A cidade não tem fim
Vento, vento, vendaval
Que distâncias trago em mim
Tempo, tempo, temporal
Que distâncias trago em mim

Noite
Astros e desastres, noite
Seios e sirenes, noite
A cidade é um paiol

Verdes matas, céu de anil
Tardes calmas, pé no chão
Que saudade do Brasil
Cala fundo dentro do meu coração
A cidade não tem fim
Vento, vento, vendaval
Que distâncias trago em mim
Tempo, tempo, temporal
Que distâncias trago em mim


João Bosco

Distâncias

João Bosco

Distâncias

Olha
A cidade brilha, olha
O espetáculo da história
Não tem hora pra acabar

Verdes matas, céu de anil
Tardes calmas, pé no chão
Que saudade do Brasil
Cala fundo dentro do meu coração
A cidade não tem fim
Vento, vento, vendaval
Que distâncias trago em mim
Tempo, tempo, temporal
Que distâncias trago em mim

Noite
Astros e desastres, noite
Seios e sirenes, noite
A cidade é um paiol

Verdes matas, céu de anil
Tardes calmas, pé no chão
Que saudade do Brasil
Cala fundo dentro do meu coração
A cidade não tem fim
Vento, vento, vendaval
Que distâncias trago em mim
Tempo, tempo, temporal
Que distâncias trago em mim