João Bosco    

Conto de Fada

Letras João Bosco / Conto de Fada

Conto de Fada

João Bosco

Teu pescoço, ilha cercada de luz
no fulgor da gargantilha
que nem praias de brilhantes em teu colo
merecendo redondilhas...
Nesse baila em que você debutou
eu botei pra fora meu coração,
você riu, me olhou de esgelha,
empolgado te mordi a orelha.
E daí foi um conto de fadas:
nós casados de um dia pro outro,
você, lânguida, misteriosa
e eu vibrante como um potro.
A princesa hoje lava pra fora.
Eu esgrimo a brocha e o pincel
pra dar tudo aos sete herdeiros
no palácio lá do morro do Borel
- e quem quiser que conte outra.


João Bosco

Conto de Fada

João Bosco

Conto de Fada

Teu pescoço, ilha cercada de luz
no fulgor da gargantilha
que nem praias de brilhantes em teu colo
merecendo redondilhas...
Nesse baila em que você debutou
eu botei pra fora meu coração,
você riu, me olhou de esgelha,
empolgado te mordi a orelha.
E daí foi um conto de fadas:
nós casados de um dia pro outro,
você, lânguida, misteriosa
e eu vibrante como um potro.
A princesa hoje lava pra fora.
Eu esgrimo a brocha e o pincel
pra dar tudo aos sete herdeiros
no palácio lá do morro do Borel
- e quem quiser que conte outra.