João Bosco    

Arpoadora

Letras João Bosco / Arpoadora

Arpoadora

João Bosco

Que mal eu fiz
Pra ter você
Meu peito arpoado

Nado à procura
De um barco
E você não está
Do meu lado
(já me sinto cansado)

Tá certo que errei
Sei que te feri
Mas me desculpei
Mil perdões
Eu pedi

Saindo do mar
Morena sereia
O teu balançar
Cantarolou pra mim

Procuro você no baixo
É alta estação, não acho
Nem mesmo açaí
Pra refrescar o amor por ti

Tem dó
De mim

Eu sei de cor
Tudo o que é seu
Te decorei
Poema meu
Vou recitar
Que é pra trazer
Você aqui

Qual o odor
Do teu corpo
De jasmim
Qual o sabor
Do teu beijo
De anis
Que faz você
Lembra de nós
Volta pra mim

Tem dó
De mim


João Bosco

Arpoadora

João Bosco

Arpoadora

Que mal eu fiz
Pra ter você
Meu peito arpoado

Nado à procura
De um barco
E você não está
Do meu lado
(já me sinto cansado)

Tá certo que errei
Sei que te feri
Mas me desculpei
Mil perdões
Eu pedi

Saindo do mar
Morena sereia
O teu balançar
Cantarolou pra mim

Procuro você no baixo
É alta estação, não acho
Nem mesmo açaí
Pra refrescar o amor por ti

Tem dó
De mim

Eu sei de cor
Tudo o que é seu
Te decorei
Poema meu
Vou recitar
Que é pra trazer
Você aqui

Qual o odor
Do teu corpo
De jasmim
Qual o sabor
Do teu beijo
De anis
Que faz você
Lembra de nós
Volta pra mim

Tem dó
De mim