João Alexandre    

Vento Ligeiro

Letras João Alexandre / Vento Ligeiro

Vento Ligeiro

João Alexandre

Quando o vento ligeiro tocou meu barco
Temor senti
Truques de pescador contra o mar bravio
A sorte em si
Entre as ondas revoltas e o desespero
Teu vulto eu vi
Meio desconfiado pedi pra me chamar
Então te ouvi
Vem! (3x)

Sempre obediente, sempre valente
Firme eu pisei
Entre a terra e o mar não vi diferença
Continuei
Mas o vento ligeiro bateu em meu rosto
Quase naufraguei
Se não for Tua mão sobre a minha mão Senhor
Viver não sei não (3x)
Não sei! (5x)


João Alexandre

Vento Ligeiro

João Alexandre

Vento Ligeiro

Quando o vento ligeiro tocou meu barco
Temor senti
Truques de pescador contra o mar bravio
A sorte em si
Entre as ondas revoltas e o desespero
Teu vulto eu vi
Meio desconfiado pedi pra me chamar
Então te ouvi
Vem! (3x)

Sempre obediente, sempre valente
Firme eu pisei
Entre a terra e o mar não vi diferença
Continuei
Mas o vento ligeiro bateu em meu rosto
Quase naufraguei
Se não for Tua mão sobre a minha mão Senhor
Viver não sei não (3x)
Não sei! (5x)