João Alexandre    

Metade sagrada

Letras João Alexandre / Metade sagrada

Metade sagrada

João Alexandre

Você me conhece de cor.
E faz parte de um mundo tão meu.
E às vezes parece mentira:
Me entende melhor do que eu.

Você, mais ninguém, é capaz
De abrir todo o meu coração
Pras coisas mais lindas do mundo:
A flor, a poesia, a paixão.

Em suas mãos, o meu destino.
A seus pés, os meus desejos.
No seu colo, meu descanso.
Nos seus olhos, meus lampejos.

Por você serão meus versos,
Minha doce companhia.
Sem você tudo é saudade,
Minha musa, estrela guia.

Minha mulher, minha amada,
Minha metade sagrada,
Meu dom de Deus, namorada,
Tesouro que o Pai do céu me doou.

Por ter-se a mim repartido,
Por tanto sonho vivido,
Por tanto bem transmitido,
Você é parte de tudo aquilo que sou.


João Alexandre

Metade sagrada

João Alexandre

Metade sagrada

Você me conhece de cor.
E faz parte de um mundo tão meu.
E às vezes parece mentira:
Me entende melhor do que eu.

Você, mais ninguém, é capaz
De abrir todo o meu coração
Pras coisas mais lindas do mundo:
A flor, a poesia, a paixão.

Em suas mãos, o meu destino.
A seus pés, os meus desejos.
No seu colo, meu descanso.
Nos seus olhos, meus lampejos.

Por você serão meus versos,
Minha doce companhia.
Sem você tudo é saudade,
Minha musa, estrela guia.

Minha mulher, minha amada,
Minha metade sagrada,
Meu dom de Deus, namorada,
Tesouro que o Pai do céu me doou.

Por ter-se a mim repartido,
Por tanto sonho vivido,
Por tanto bem transmitido,
Você é parte de tudo aquilo que sou.