João Alexandre    

Esperança

Letras João Alexandre / Esperança

Esperança

João Alexandre

2x
Se a esperança que se tem
Fosse apenas nessa vida
Não houvesse nada além,
Nenhum sonho pra sonhar,
Que esperança mais perdida, ai meu Deus

Tanta gente a batalhar
Pelo pão de cada dia
Para alguns é caviar
Outros cavam pra encontrar pão dormido e água fria, ai
pra que?
Se o final é sempre igual,
Por favor, não leve a mal,
Que lhe seja leve a terra.
Eu prefiro acreditar cristo viva e vai voltar
Pra acabar com essa guerra.

E a esperança que ele dá
Ultrapassa morte ou vida.
Vai além de trabalhar,
Traz mil sonhos pra sonhar,
Que esperança mais querida
Ai meu Deus.

Não que eu queira me esquivar
De olhar de frente a vida,
Bem melhor é batalhar pelo pão que vai durar
Pão de cristo, pão da vida, ai pra que?

Pra estar certo no final,
Por favor não leve a mal
O que é pó retorna a terra.
Quando a vida se acabar
nova vida vai brotar sem paixões, sem dor, sem
guerra.

SE A ESPERANÇA QUE SE TEM.


João Alexandre

Esperança

João Alexandre

Esperança

2x
Se a esperança que se tem
Fosse apenas nessa vida
Não houvesse nada além,
Nenhum sonho pra sonhar,
Que esperança mais perdida, ai meu Deus

Tanta gente a batalhar
Pelo pão de cada dia
Para alguns é caviar
Outros cavam pra encontrar pão dormido e água fria, ai
pra que?
Se o final é sempre igual,
Por favor, não leve a mal,
Que lhe seja leve a terra.
Eu prefiro acreditar cristo viva e vai voltar
Pra acabar com essa guerra.

E a esperança que ele dá
Ultrapassa morte ou vida.
Vai além de trabalhar,
Traz mil sonhos pra sonhar,
Que esperança mais querida
Ai meu Deus.

Não que eu queira me esquivar
De olhar de frente a vida,
Bem melhor é batalhar pelo pão que vai durar
Pão de cristo, pão da vida, ai pra que?

Pra estar certo no final,
Por favor não leve a mal
O que é pó retorna a terra.
Quando a vida se acabar
nova vida vai brotar sem paixões, sem dor, sem
guerra.

SE A ESPERANÇA QUE SE TEM.