João Alexandre    

Deixa que eu deixo..

Letras João Alexandre / Deixa que eu deixo..

Deixa que eu deixo..

João Alexandre

Onde o tesouro, ali o teu coração
Onde o teu ouro, por certo toda a paixão
Poucos trocados corropem muita razão
Vende-se o voto, contrariando a intenção

Corre o ditado e é tão comum se dizer:
"Cada pessoa seu preço certo há de ter"
E a nota verde corrompe o teu bem querer
"Made in Brazil", Brasília e todo poder

O que vai sobrar, se fica assim como está,
Alguém já gastou, por certo alguém vai pagar
Deixa que eu deixo e todos deixam pra lá!
Geme essa gente sem vez nem voz pra falar

"Quando olhei a terra ardendo,
Qual fogueira de São João, eu perguntei, ah!"


João Alexandre

Deixa que eu deixo..

João Alexandre

Deixa que eu deixo..

Onde o tesouro, ali o teu coração
Onde o teu ouro, por certo toda a paixão
Poucos trocados corropem muita razão
Vende-se o voto, contrariando a intenção

Corre o ditado e é tão comum se dizer:
"Cada pessoa seu preço certo há de ter"
E a nota verde corrompe o teu bem querer
"Made in Brazil", Brasília e todo poder

O que vai sobrar, se fica assim como está,
Alguém já gastou, por certo alguém vai pagar
Deixa que eu deixo e todos deixam pra lá!
Geme essa gente sem vez nem voz pra falar

"Quando olhei a terra ardendo,
Qual fogueira de São João, eu perguntei, ah!"