João Alexandre    

Alvo Mais Que A Neve

Letras João Alexandre / Alvo Mais Que A Neve

Alvo Mais Que A Neve

João Alexandre

Bendito seja o cordeiro que na cruz por nós padeceu;
Bendito seja o seu sangue
Que por nós, pecadores, verteu!
Eis nesse sangue lavados com vestes que tão alvas
são,
Os pecadores remidos,
Que perante seu Deus hoje estão!

Alvo mais que a neve,
Alvo mais que a neve!
Sim, nesse sangue lavado,
Mais alvo que a neve serei.

Quão espinhosa a coroa que Jesus por nós suportou;
Oh! Quão profundas as chagas
Que nos provam o quanto Ele amou!
Eis, nessas chagas, pureza para o maior pecador,
Pois que, mais alvos que a neve
O teu sangue nos torna, senhor!

Se nós a ti confessarmos, e seguirmos a tua luz,
Tu não somente perdoas;
Purificas também, oh Jesus;
Livres de todo pecado! Que maravilha de amor!
Pois que, mais alvos que a neve
O teu sangue nos torna, Senhor!


João Alexandre

Alvo Mais Que A Neve

João Alexandre

Alvo Mais Que A Neve

Bendito seja o cordeiro que na cruz por nós padeceu;
Bendito seja o seu sangue
Que por nós, pecadores, verteu!
Eis nesse sangue lavados com vestes que tão alvas
são,
Os pecadores remidos,
Que perante seu Deus hoje estão!

Alvo mais que a neve,
Alvo mais que a neve!
Sim, nesse sangue lavado,
Mais alvo que a neve serei.

Quão espinhosa a coroa que Jesus por nós suportou;
Oh! Quão profundas as chagas
Que nos provam o quanto Ele amou!
Eis, nessas chagas, pureza para o maior pecador,
Pois que, mais alvos que a neve
O teu sangue nos torna, senhor!

Se nós a ti confessarmos, e seguirmos a tua luz,
Tu não somente perdoas;
Purificas também, oh Jesus;
Livres de todo pecado! Que maravilha de amor!
Pois que, mais alvos que a neve
O teu sangue nos torna, Senhor!